Novos dados de Pós-Graduação

A Capes é responsável pela divulgação dos dados de Stricto Sensu, isto é, Mestrado e Doutorado. Apesar de não coletar tantas informações quanto o Censup, é possível  mapear este mercado em ascensão. Há pouco tempo a Capes divulgou os dados de 2019, e eles já se encontram disponíveis no Mercadoedu.

Com o avanço da Pós-Graduação no Brasil, é primordial apurar o máximo de informações disponíveis. Atualmente, é possível obter dados como: total de alunos, total de matriculados, ingressantes, faixa etária e muitos outros.

Lembrete: em 2018, foi aprovada no congresso nacional a Lei i nº 13.709/2018 que assegura o sigilo dos dados pessoais. Dessa forma, atendendo aos requisitos da lei, a Capes deixou de divulgar o sexo do aluno. Entretanto os anos anteriores continuam com essa informação disponível.

Gerando na Prática

Após efetuar o login com o seu usuário e senha, você se depara com a Overview de sua página inicial. Nela, há diversos ícones de acesso rápido como por exemplo, o ícone de criação de relatórios.

Para gerar um novo relatório, basta clicar no ícone “Relatórios” no menu à esquerda da ferramenta. Você será direcionado ao formulário avançado do ensino superior, altere para o formulário avançado de Pós-Graduação abaixo, e você encontrará métricas disponíveis. Basta selecionar a que melhor lhe atende.

Importante:

Métricas: É o resultado numérico esperado para a consulta, ou seja, as métricas são a base para a sua análise.

Equações: Nas equações você pode criar indicadores compostos, permitindo uma relação matemática entre as métricas do relatório de acordo com as necessidades do índice a ser gerado.

Dimensões: Nesse campo é definida a forma com que os dados serão apresentados. Você pode selecionar quantas dimensões forem necessárias em seu relatório.

Restrições: É onde você informa condições para limitar sua consulta de acordo com os seus interesses e com a informação desejada.

Neste exemplo abaixo, estamos analisando o mercado privado de pós na cidade de São Paulo por faixa etária. Observe que a maior concentração de alunos matriculados é entre os alunos de 35 a 39 anos, contudo o maior crescimento foi entre os alunos de 45 a 49 anos.

 

A partir do cenário acima podemos chegar a diversas possibilidades. Entre eles, analisando a rede pública frente à rede privada, em que no setor privado temos o maior acúmulo de alunos entre 35 a 39 anos, e na rede pública a faixa etária predominante é entre 25 a 29 anos. 

 

Essa ferramenta é importante para que você entenda melhor o mercado de pós-graduação, defina onde estão os alunos e quais as suas áreas de maior interesse. Com base nos dados, é possível traçar seu público alvo e por meio destas informações e criar estratégias junto à sua equipe acadêmica. 

Relatório #02: Ingressos e matriculados no EAD no setor privado

O mercado do ensino superior privado é o setor educacional que mais cresceu no país nos últimos anos. Parte desse avanço, deve-se principalmente as regulamentações para a ampliação da modalidade de educação a distância – EaD, que contribuíram para o crescimento das ofertas de cursos e graduações no setor. Além disso, o aumento na concessão de financiamentos estudantis privados e/ou governamentais para os estudantes em anos anteriores, também é outro fator que acabou contribuindo para a expansão.

Como comentamos recentemente no artigo a expansão do EAD em números, é notável como a educação a distância continua dando passos largos em relação a sua popularização. Impulsionada pela praticidade, preço competitivo e a conveniência de reduzir a frequência de deslocamento dos alunos até a universidade, vem se mostrando cada vez mais, como uma modalidade válida e eficaz.

Hoje, apresentamos relatório com os números dos ingressos e matriculados no EAD no setor privado, analisando a evolução em cada estado no período de 2010 a 2019.

Como é possível visualizar no relatório completo clicando AQUI, vemos que São Paulo lidera o número de ingressos e matriculados, com 252.002 ingressos em 2019, e 328.791 alunos matriculados no mesmo ano.

Já em relação ao crescimento em cada estado, vemos que o Piauí, obteve o maior crescimento com 1640,75% nos seus ingressos entre 2010 e 2019. E quanto aos matriculados, a liderança ficou com o estado do Amapá, que teve crescimento de 1332,53% dos alunos matriculados no período analisado.

Lembrando que para verificar os dados de crescimento, basta clicar no botão “crescimento” disponível na lateral direita, acima das tabelas.

Boa análise

Drops Educacional: Abril de 2021

NOTÍCIAS SEMANAIS SOBRE O MERCADO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

▶ DROPS#75: De 05/04/2021 a 09/04/2021

REDES DE COLABORAÇÃO

Redes de colaboração: uma estratégia para o ensino superior.

Notícia: Folha SP

ENEM 2020

Alunos suspeitam de erro em nota do Enem e cobram revisão. 

Notícia: Folha SP

ENCCEJA 2020

Aplicação das provas da edição 2020 será em 29 de Agosto.

Notícia: Portal MEC

ENEM 2020

Inep nega falha na correção das redações do Enem. 

Notícia: Agência Brasil

SISU

Sisu: inscrições acabam nesta sexta; candidatos reclamam do modelo de ‘dupla classificação’, que eleva nota de corte.

Notícia: Portal G1

REVALIDA

Inep diz trabalhar para 2ª fase do Revalida, mas não há data de nova prova para médicos. 

Notícia: Jornal Estadão

DIVERSIDADE

A diversidade em sala de aula faz diferença na formação dos alunos.

Notícia: Portal Anup

PROTEÇÃO DE DADOS

Lei amplia cursos de proteção de dados em universidades.

Notícia: Jornal Estadão

FÓRUM

Mais de 50 IES apresentam cases de inovação acadêmica em fórum internacional.

Notícia: Revista Ensino Superior

ENEM

Provas em braile marcam a história do exame.

Notícia: Portal MEC

Read More 

Indicador Predefinido Fundamentos do Market Share

Sabemos que o Market Share é o principal indicador para análise de mercado, não só de ensino. Dando a devida importância para este indicador, o Mercadoedu criou o seu derivado: Fundamentos do Market Share, que traz sua relação com outros indicadores, como ingressos, evadidos, retenção e reposição. Para compreender, na prática, essa dinâmica, foi criado também a visualização de contexto.

Lembrando que o Market Share será a porcentagem de alunos matriculados, o Sale Share a porcentagem de alunos Ingressos, e o Share da evasão, será a porcentagem da fatia de alunos evadidos sempre dentro do mercado que estiver sendo analisado.

Para criar um novo relatório é bem simples, basta clicar no ícone “Relatórios” no menu à esquerda da ferramenta. Você será direcionado para o formulário avançado do ensino superior, abaixo do lado esquerdo na lista de indicadores predefinidos alterne para Fundamentos do Market Share.

Visualização de Contexto

A finalidade da visualização de contexto é relacionar, semanticamente, indicadores com outros insumos que se complementam entre si e possibilitam o aprofundamento dos nossos estudos.

Players – Players são as instituições que atuam no mercado que têm ao menos um aluno vinculado.

Posicionamento no Mercado – O posicionamento no mercado determina o Sale Share, Market Share e o Loss Share. O Sale Share informa a porcentagem de ingressos dentro do mercado analisado, o Loss Share representa a porcentagem de evadidos, ou seja, quanto maior o crescimento do sale share conjunto da queda do loss share os resultados do Market Share serão positivos. Para se obter resultados de saldo é necessário informar mais e um ano na série histórica.

Desempenho – Nos painéis de desempenho, além de informações de retenção e a média dos dez melhores, é possível analisar se houve queda ou acréscimo na quantidade de alunos evadidos em relação ao total de alunos. A taxa de reposição apresenta a quantidade de alunos que foram repostos frente aos que deixaram a IES.

Comparar – O comparar assim como seu nome já determina, permite comparar dois resultados podendo ser comparada a uma IES, Curso e Grupo Educacional.

Neste exemplo abaixo é possível analisar os fundamentos do Market Share por Curso.

Exemplo por curso na rede privada em Porto Alegre
Exemplo por curso na rede privada em Porto Alegre

 

Por enquanto é isso, boa análise!
Até a próxima!

Taxa de Adesão do Enade

A principal função do ENADE é avaliar o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos.

O Indicador de Taxa de Adesão do Enade, permite analisar a porcentagem de alunos concluintes participantes, pelos alunos concluintes inscritos na prova Enade. Ou seja, é possível determinar o percentual de alunos, por IES, área e cidade, que de fato realizaram a prova. O mercadoedu traz dez anos de série histórica para proporcionar uma base sólida e completa dos dados. 

Lembrando que a inscrição é obrigatória para estudantes ingressantes e concluintes habilitados de cursos de bacharelado e superiores de tecnologia vinculados às áreas de avaliação da edição.

 

Taxa de Adesão na Prática

No canto inferior no menu acadêmico dos indicadores predefinidos selecione o indicador Taxa de Adesão do Enade.

O campo “Ver Por”, você definirá como deseja que seu relatório fique dimensionado, ou seja, será como seus dados serão apresentados. Quanto mais completo estiver o campo Ver Por, mais colunas e resultados seu relatório terá. Mas cuidado: relatórios muito extensos dificultam a visualização, por isso, é necessário gerá-los por downloads.

Para restringir por Cidade, Ies ou Área do Curso, utilize os respectivos campos abaixo do campo Ver Por.

Após isso, basta visualizar seu relatório. Para salvar é necessário nomear o relatório no topo do formulário.

Resultado da Taxa de Adesão Enade em Porto Alegre no setor público federal e estadual.

Perceba que analisamos por Nome da Área na primeira imagem, as primeiras linhas do ano de 2018, estão com 0% isso ocorre porque a área de avaliação é diferente de um ano para o outro. 

Ao deixar o campo 2018 decrescente é possível observar os resultados para a devida área de 2018.

O Conceito Enade é o principal indicador de qualidade, pois, é através dele que outros indicadores são possíveis, e poder acompanhar esta gama de dados é de enorme importância. Por meio destas informações será possível criar estratégias junto da equipe acadêmica, para elevar os resultados dos seus indicadores de qualidade.

Boa análise!
Até a próxima.